racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O Cachorro Collie

O Cachorro Collie

O surgimento do lindo Collie na História

Podemos dizer que o advento do Collie é uma incógnita. Uma teoria é que a espécie teria a mesma origem do Border Collie. Como esses cães possuíam uma excepcional funcionalidade nos campos e nas chácaras ao povo Celta, a sua nomenclatura provém de um termo gaélico, que quer dizer “aproveitável”. Mas, apenas passamos a ter registros dos Collies depois do século XIX. Em razão de acasalamentos diferentes, tinha nesse período o modelo macio e o crespo.
O Collie do tipo crespo foi inspirado pelo “Old Cockie”, nascido no ano de 1867 e visto como responsável por constituir não somente esse tipo, mas por ter acrescido a cor castanho clara. Neste período, a Rainha Vitória ficou fascinada pela espécie, aumentou sua popularidade entre criadores de ovelhas e, inclusive, entre componentes da classe alta, que se apaixonaram pela beleza do cachorro.
No ano de 1886 despontou o padrão que descreve a raça até hoje. Foi graças aos colonizadores que o Collie se alastrou no continente americano, uma vez que os cachorros pastoreios se encontravam em alta no Novo Mundo. O célebre Albert Terhune foi outro que encontrou um grande potencial no Collie. Em razão da suas histórias, os Collies foram ficando progressivamente mais célebres. A estrela de TV Lassie, auxiliou a transformar o Collie crespo na raça mais procurada da história.

Atributos da Raça Collie

Ainda que seja esguio, ele é um cachorro bem firme. A parte elevada de sua cabeça é reta, e tem as sobrancelhas convexas. A cabeça tem forma de cunha e o focinho costuma ser circular, afinalando ao nariz escuro, com um ligeiro stop.

Os dentes costumam se reunir com uma mordida em forma de tesoura. Os olhos de tamanho médio são puxados. Suas orelhas são minúsculas de ¾ com uma curvatura frontal. Sua estrutura corpórea é mais extensa do que elevada, e seu pescoço é muito alongado. Suas patas são retilíneas. Seu rabo é relativamente mais alongado do que alto.

Se adaptam satisfatoriamente ao frio, em razão de sua pelagem: ela se apresenta com duas camadas, subpelo e pelo. A fim de evitar que a pelagem de seu Collie tenha diversos embolados e determinados problemas de saúde, o aconselhável é que você escove, pelo menos, três vezes semanalmente.

O Collie pode exibir-se em Três cores distintas: Azul merle, tricolor e marta. Os estadunienses reconhecem estas mesmas 3 colorações, porém incluem ainda o branco. Independente de qualquer coloração que apresentar, a mancha branca a toda a hora encontra-se presente, seja na pata, em sua juba ou na sua cauda.

Estrutura Psicológica da raça Collie

Inteligente, o Collie está na 16ª posição na hierarquia de inteligência citada no livro “A Inteligência dos Cães”. Beiram a maestria em se tratando do trabalho. O treinamento de simples comandos é compreendido depois de cinco a 15 repetições e gravado calmamente, embora ainda possa aperfeiçoar com a prática.
Ainda assim, o Collie carece de estímulos para que seja capaz de se desenvolver corretamente. Esse cão nunca necessita de ser colocado para ficar somente no quintal ou então fora de casa. Além de ser importante para o crescimento mental do cachorro, as atividades físicas colaboram a fim de que ele queime gordura evitando assim distúrbios com obesidade.
Apesar de ter praticamente abandonado o trabalho no campo para ocupar posição de destaque como cão de companhia, o Collie carece de espaço e exercícios, o que faz com que se destaque nas competições de agility.
Profundamente pacientes com crianças, os Collies são muito condescendentes ainda mesmo com brincadeiras mais “estúpidas”, desde que tenham tido contato com elas desde filhotes. São levemente tímidos com indivíduos estranhos e costumam adequar-se bem a outros espécimes.
Alguns exemplares podem latir intensamente e envolver-se em acidentes caso fiquem completamente livres, saltando muros baixos para correr atrás de carros, ciclista, motos, entre outros.

A Superioridade da raça Collie

O Collie é um dos cachorros mais magnânimos do mundo. Muito belo, obediente, está sempre junto da família e ama satisfazer seu dono. Seus atributos fazem com que ele seja definitivamente fantástico. Largamente da cidade, inclusive podemos ver determinados espécimes existentes nos campos.
Os cães da raça Collie são fiéis, brincalhões, calmos e defensores de seus familiares. Os Collies ainda costumam ter um estranho senso de direção. São de boa índole e amáveis. quando você for levá-lo para passear ou correr, deixe que ele interaja naturalmente com outros cães e pessoas, deixando ele mais à vontade para socializar. Se alguém demonstrar todo tipo de receio ou temor, eles podem se tornar agressivos e desejar avançar na pessoa.
Eles preferem mil vezes um carinho do seu dono do que um amplo espaço para eles se deliciarem. Busca sempre estar junto das pessoas e ver tudo o que seus proprietários fazem. Suportam mal uma vida em canil e costumam gostar de viver em apartamentos que possuam varandas.

Problemas normais do Collie

No geral, esta raça é bem saudável, todavia, mesmo assim, pode manifestar alguns problemas. Uma doença que costuma ser usual à raça é a intitulada Anomalia Collie olho (CEA), uma enfermidade hereditária que provoca o desenvolvimento inapropriado dos olhos do cachorro, acarretando em uma provável cegueira, é uma enfermidade um tanto quanto comum na raça.
Outro distúrbio frequente nos Collies, relativo à cegueira, intitula-se Atrofia Contínua de Retina, esta ocasiona uma Degeneração Bilateral da Retina, causando uma perda gradativa da visão do cachorro.
Há ainda outros distúrbios na saúde do Collie, como: Tireoide, algumas alergias, Epilepsia ou inchaço, entretanto esses problemas não são hereditários. Não há qualquer tipo de verificação do DNA dos Collies, então não pode-se afirmar se existem ou não outros tipos de enfermidades surgidas de problemas hereditários. Cabe aos criadores fazer o possível com o propósito de que as raças tenham uma criação adequada e todas as raças venham sem qualquer tipo de problema genético.

Como cuidar de um Collie

Apesar de poder viver dentro da residência, em pequenos espaços, o conveniente é que ele tenha um espaço próprio para se exercitar e despender o máximo de energia que puder. Este cão deve ser educado desde novo a não ladrar, pois os cachorros dessa espécie podem ser bastante barulhentos.
Seu lindo pelo requer escovação constante, duas vezes por semana é o suficiente. Ao pentear, inicie escovando do pelo até às costas e, de preferência, com uma escova de cerdas.
Ao passo que vão amadurecendo os dentes vão caindo com mais frequência, então trate dos dentes do seu Collie sistematicamente. É aconselhável escová-los com uma certa frequência e instigar sempre a mastigação para deixá-los sadios.
Uma excelente caminhada ou corrida com coleira e algumas atividades muito divertidas são primordiais todos os dias. O Collie é tão voltado para a convivência familiar que ele é muito mais contente convivendo dentro de casa.

Filhotes do cão Collie

Os filhotes dispõem de enorme energia e são excessivamente endiabrados. Ao adestrá-lo aproveite o máximo de sua esperteza, assim você possuirá um cachorro obediente e astucioso.
Até em função dessa energia, os Collies são do tipo que é “melhor preservar ocupados” e distante de suas mobílias. Portanto, a melhor coisa é proporcionar ao filhote brinquedos com os quais possa se distrair e longas sessões de exercícios e brincadeiras.
A pelagem do Collie ainda filhotinho muda muito até alcançar a maturidade. O pelo sedoso vai se tornando crespo progressivamente até chegar à textura permanente.
Ao mesmo tempo em que dominadores, os filhotes de Collies são bem amorosos e dóceis, coexistindo bem com todo mundo. Algumas vezes apresentam este costume de pastoreio também com os indivíduos por isso devem ser instruídos a não fazer isso.

Curiosidades acerca do Collie

O programa de televisão “Lassie” tornou o Collie célebre. A cadela Lassie resgatava Timmy de quedas em reservatórios de minas, rios e areia movediça;
– Collies são emotivos e são capazes de se tornar depressivos se tratados grosseiramente;
– Se os Collies se tornaram uma das espécies mais queridas do planeta, isto deve-se à Rainha Victoria. Devido a uma de suas visitas em suas propriedades na Escócia, no ano de 1860, ela ficou maravilhada com a formosura e com a característica dessa espécie. Ela trouxe inúmeros à Inglaterra, e,então, estreou o primeiro modismo da espécie Collie;
– Elvis Presley e Priscilla tinham um Collie com a denominação Baba;
– Em 1903 Edgar Rice Burroughs, mais famoso por sua criação do destemido Tarzan, possuía um Collie branco alcunhado Raja;
– Um proprietário fascinado por seu Collie e muito grato pelos anos de camaradagem e afeto resolveu compor uma música denominada “Bron Y Aur Stomp”, em tributo à sua relação com o seu cachorrinho Collie Strider.